sábado, 17 de fevereiro de 2018

Ficha com imagens.

Olá Pessoal!
Diante da pergunta de uma querida visitante venho, nessa postagem, prestar esclarecimentos.;)
Um material que utilizo muito na alfabetização são as fichas com imagens.
Para compreender melhor...
É de costume o professor desenhar no quadro ou tirar cópias de imagens para todos os alunos.
Nem sempre o professor consegue desenhar no quadro e muito menos as crianças, exceto os dotados do talento de desenhar, é claro. Rsrsrs
Outra coisa é que quem consegue desenhar leva tempo para fazer isso no quadro, afinal, tem que fazer bem feito para ser compreendido.

Essas fichas oferecem essa função: Facilitar o trabalho do professor e promover aprendizagens.

São simples de fazer. Bastam papéis cartão, folhas A4, imagens diversas coloridas, durex colorido, papel contact para plastificar. É muito importante plastificar para durar mais.
Recortei as imagens de livros muito velhos, encartes de lojas (de construção, roupas, supermercados...) e revistas. Tentei buscar imagens reais e quando não conseguia utilizava as infantis mesmo.

Fiz 30 fichas. Algumas são com imagens aleatórias e outras seguem temas como: O que encontramos na cozinha; Meios de transporte; Tem no guarda-roupa; Frutas; Brinquedos; Animais; dentre outros.
Ficaram assim:



Utilizei papel cartão preto. Uma folha deu para fazer 8 fichas. Como a parte de trás do papel cartão é de uma cor feia acabei por colar papel A4 amarela para cobrir. 
Contornei com durex colorido preto. 
Sendo assim, a parte mais bonita do papel cartão que é a sua frente, nesse trabalho passou a ser a de trás. 
Para ficar um acabamento mais bonito e não sujar. 
Outra coisa, não foi necessário plastificar a parte de trás.

Cada criança escolhe uma ficha para trabalhar.
Em seguida, em folha A4 cortada ao meio, colocam seus nomes e numeram de 1 a 15 ( Essa é a quantidade fixa de imagens de cada ficha). Depois escrevem os nomes do que estão vendo sem auxílio de ninguém, nem de mim. Claro que, recolho as atividades e avalio-as. O próximo passo é chamar as crianças para conversar sobre os erros que cometeram e seguir corrigindo juntinho.

Mas, conforme o nível da criança, várias outras "coisinhas" podem ser trabalhadas, por exemplo:
* Escolha 5 das imagens da ficha e forme frases.
* Crie um texto contendo todos os elementos encontrados na ficha.
* Escreva os nomes das imagens da ficha e classifique-as quanto ao número de sílabas.
* Escreva os nomes das imagens em ordem alfabética.

É imensa a forma como se pode trabalhar com esse material. 
E o melhor é que pode ser usado inúmeras vezes.

Uma amiga querida viu, pediu emprestado para ver se funcionaria na sala dela de 3º ano e ficou apaixonada pelo material. Não deu outra. Ela fez cerca de 100 fichas. Pode? Rsrsrs
Agora, com acervo maior, ela disse que se eu quiser ela também me empresta. Adoooooro! Rsrsrs
Ou seja, pode ser usado em qualquer série do ensino fundamental.

Outra coisa importante é fazer uma tabelinha com os números das fichas e os nomes dos alunos para marcar um X ou pintar, de modo que se saiba que fichas as crianças utilizaram para não pegar a mesma novamente. 

Bem simples, não é mesmo?
Mas garanto que ajuda demais. 
Não fico sem as minhas. Rsrsrs
Ah! Em minhas fichas coloquei apenas 15 imagens em cada por ser para o 1º ano. Isso significa que pode ser colocado mais imagens em séries maiores. Mesmo assim, deixarei a minha opinião que é a de fazer como fiz. Fichas muito longas podem tornar o estudo cansativo. As crianças de minha sala de aula não se cansaram e sempre ficavam felizes em escolher outras fichas.
Estou falando no verbo passado por que as utilizei justamente no ano passado. 
Como quem me segue sabe, primeiro testo em minha sala de aula, depois posto aqui dando meu parecer sobre o trabalho. Falo dos prós e contras.
Lembrando que utilizo as fichas cerca de 2 ou 3 vezes por semana.
Esse ano estou lecionando para o 1º ano novamente e, com certeza, utilizarei as fichas, pois sei que dão super certo.

Não deixei de desenhar imagens no quadro em atividades do dia-a-dia, mas as fichas diminuíram meu trabalho e assim, consegui mais tempo para dedicar as crianças com dificuldades na aprendizagem.

Essa é a dica de hoje. 

Espero sinceramente que tenham gostado.
Se possível, deixe seu comentário.
Grande abraço,
Rosângela.

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Capas para os cadernos de sala de aula - 2018

Olá Pessoal!
Como capinhas, para os cadernos desse ano letivo, decidi preparar sobre um desenho que eu assistia muito no passado.
Esse ano vou levar um pouco de resgate do passado para a sala de aula.
O tema dos cadernos será: SNOOPY.

Acho Snoopy muito espertinho e fofinho. Daí a escolha. Rsrsrs

Legal é saber que existem vídeos no youtube que podem ser baixados.
Vou baixar alguns para usar esse ano.

Vamos lá então:

Já antecipo dizendo que são bem simples, viu?








Bem é isso!

Grande abraço,
Rosângela.




Calendário grande para a sala de aula - 2018.

Olá Pessoal!
Já utilizo essa forma de calendário há cerca de 2 anos. Como o sucesso foi absoluto resolvi prepará-lo novamente para esse ano.
Mudei apenas os números, claro! Rsrsrs
É um pouco enjoadinho de fazer, pois tem que ser revisto muitas vezes e isso cansa.
Mas, como vale a pena e é essencial ter em sala de aula optei por fazer e postar.
Para quem é novato aqui informo que trata-se de um calendário grande, precisamente do tamanho de uma folha A4 para cada mês.
Como dura o ano todo, vou há uma copiadora para imprimir colorido. Colo-o em cartolina dupla face. Papel cartão considero muito pesado e cartolina dupla face tem cores vivas. Vai do gosto de cada um, não é mesmo?
Não costumo plastificar, pois ao final do ano deverá ser jogado fora mesmo. Mas, os que preferir plastificar afirmo que acho legal se você estiver com material sobrando. Como não é meu caso... Paciência... Kkkk
Não fixo um a cada mês. 
Fixo ele inteiro de uma vez, montando no formato de um mural.
As crianças aprendem mais tendo ele por inteiro, assim vamos conferindo o mês em que estamos, qual o mês anterior e o posterior, quantos dias cada um tem, por que em todos o dia da semana começa por domingo, e tantas outras coisas que, se fixar um mês de cada vez, não se notará.
Para os que quiserem copiar. Já sabem!
Fiquem a vontade!!! ;)













Bem! É isso!
Se possível, deixe seu comentário me dizendo se gostou ou se vai utilizá-lo?
Vou adorar lê-lo.

Grande abraço,
Rosângela.

domingo, 31 de dezembro de 2017

Felicidades!!!!

Desejo a todos os queridos seguidores e a todos os visitantes um Feliz Ano Novo.
Que o Ano Novo seja repleto de alegria, prosperidade, saúde, amizade, paz e amor.
Fiquem bem adoráveis amigos!
Grande e sincero abraço,
Rosângela.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Pasta de Privacidade ou Privacy Folders?

Olá Pessoal!
Muito interessante esse tipo de recurso "Pasta de Privacidade" para se utilizar em sala de aula.
Eu decidi chamá-la de Miniescritório. 
Estou utilizando-a em turmas de 1º ano, mas acredito que dará para seguir com as mesmas pastas até o terceiro ano.
Percebi bons resultados junto as crianças. Aumenta a concentração, organização, bom comportamento, dentre outros.
Eles se sentem como se estivessem trabalhando em um escritório de verdade. Muito bom mesmo! Kkk
Achei engraçado o fato de terem levado a sério e também como uma brincadeira.
Claro que questionei com eles para ver o que ia dar, tipo:
- Mas, vocês terão que realizar várias atividades sozinhos? É isso que gostam?
E eles disseram que sim e que era muito legal ter um espaço só deles de vez enquanto.
Embora a mesa em si já seja praticamente deles, a limitação que o Miniescritório oferece os divertiu e encantou. Além do que não dava para ninguém olhar o dever um do outro. É certeiro! Kkkkk
É claro que, no começo, não coloquei muita fé, mas depois pude perceber avanços significativos na aprendizagem das crianças.
Por essa razão decidi postar. Testei e deu certo!!!

Não se trata de uma criação minha, mas de uma adaptação de pastas já existentes.
Conheci esse trabalho visitando sites de escolas e professoras fora do Brasil.
Um dos lugares que visitei encontra-se com o endereço abaixo.
Fonte: 

Em alguns lugares essa Pasta é utilizada até a idade adulta, porém com adaptações a faixa etária.

Materiais necessários para se fazer apenas uma Pasta:
* Duas folhas de papel cartão da mesma cor.
* Cópias dos materiais abaixo. Lembrando que o trabalho é meio que tradicional, mas surtiu efeito. Em alguns lugares no exterior não há problemas com repetições de assuntos estudados. 
Em minhas aulas, utilizo vários métodos e sou muito bem resolvida quanto a isso. Para mim, o mais importante é o aluno aprender.
* Plastificar o material para ser utilizado por alguns anos é tudo de bom. Trata-se de um material permanente. Utilizei contact. Há professoras na Europa que garantem que duram muitos anos, se bem cuidado.

Veja como ficou!!! 





















O que tem na pasta?
Itens de grande valor. Rsrsrs






Bem é isso!
Espero que tenham gostado!

Abraços,
Rosângela.